05 agosto, 2007

Erros nos exames nacionais

A época de exames nacionais do ensino secundário, que decorreu durante Junho e Julho, voltou a ficar manchada por provas cheias de erros que colocam em causa o futuro dos alunos que pretendem concorrer este ano ao ensino superior. Uma delas foi o exame 714 de Filosofia do 10º e 11º anos de escolaridade, da 2ª fase (Julho). Tal como os outros exames nacionais, este obedece em larga medida ao sistema norte-americano de perguntas de escolha múltipla em que a resposta correcta é assinalada com uma cruz. No entanto muitas das suas perguntas apresentam várias respostas correctas (!), sendo que os critérios de correcção do Ministério da Educação apenas consideram uma delas como a correcta. E também aconteceu o inverso: uma das questões não contém nenhuma resposta correcta. Muito provavelmente centenas de alunos se viram privados do seu direito de frequentarem o ensino superior, apenas devido à total incompetência deste ministério.

Francisco Limpo de Faria Queiroz, do blogue Filosofia e Epistemologia, diz que o exame «está repleto de questões mal construídas que deveriam levar à sua impugnação. É provável que este exame tenha a chancela da Sociedade Portuguesa de Filosofia. Mas o que é a SPF senão um lobby, um grupo de professores, quase todos saídos do ensino secundário em Portugal, ávidos de prestígio, de protagonismo e lucro editorial, sem que haja entre eles um único pensador filosófico genuíno, cujo activismo e cujas incoerências de pensamento são visíveis no "crítica na rede"? Se os exames de Biologia e Química e Física foram impugnados, em tribunal em Junho e Julho deste ano por conterem uma questão mal elaborada cada um, de que se está à espera quanto a esta prova 714 de Filosofia?»

Faria Queiroz analisa todos os erros deste exame nestes artigos:
Erros no Exame de Filosofia 714, de Julho de 2007, em Portugal
O Exame de Filosofia 714 ou como os Formalistas Antifilosóficos tomaram o poder em Portugal


Este é apenas um exemplo de como este exame foi feito:

«GRUPO I – QUESTÃO 1
1. Em qual das seguintes opções é formulado um problema filosófico?
(A) Porque é que há pessoas que se suicidam?
(B) Será que há regras morais absolutas?
(C) Haverá seres extraterrestres inteligentes?
(D) Foi a filosofia de Kant influenciada pela sua educação religiosa?

Resposta oficial (imposta pelos critérios de correcção emanados do Ministério da Educação): a hipótese B é a única certa...

Resposta correcta (ao arrepio destes critérios): As opções A (indagação do suicídio), B e C (indagação da inteligência extraterrestre) formulam problemas filosóficos.

Então o suicídio, que Albert Camus classificou como o único problema realmente filosófico da vida, não contém um problema filosófico? E não é filosofia interrogarmo-nos sobre a existência de seres extra terrestres inteligentes?

Francamente! Os autores desta prova de exame são, seguramente, pessoas filosoficamente míopes... E quem vai ressarcir os milhares de estudantes que responderam, correctamente, opção A ou opção C e viram reduzida a zero as suas cotações de resposta?»

Etiquetas: ,

|

Ligações de outros sites para este texto:

Criar uma hiperligação

<< Página principal