18 outubro, 2007

«Pobreza não pára de aumentar»

«Há dois milhões de pobres em Portugal [números de 2005]. O que significa que um quinto dos portugueses vive com menos de 360 euros por mês. E há os «novos pobres», pessoas com emprego, mas cujo salário não chega para as necessidades. Tudo isto coloca Portugal na lista negra dos países com mais pobreza e o país da UE onde a desigualdade entre ricos e pobres é maior. Classe média tende a desaparecer»

É uma das imagens de marca desta III República: aumento da pobreza, aumento do fosso entre ricos e pobres e morte da classe média. O próprio presidente Cavaco afirma-se envergonhado, confirmando que este Estado é incapaz de melhorar a situação: «Estou convencido que o Estado só por si não consegue resolver estes problemas», disse o chefe de Estado, afirmando que é preciso que «os cidadãos se organizem». Então, do que estamos à espera?

Etiquetas: , , , ,

|

Ligações de outros sites para este texto:

Criar uma hiperligação

<< Página principal