26 janeiro, 2008

O desgosto de ver Portugal transformado num país miserável

Sinceramente não consigo identificar o pior desta história: se o gozo e descontracção dos operadores do INEM enquanto um ser humano está a morrer; a total falta de meios daquelas corporações de bombeiros para prestar socorros; ou o ministro responsável pelo encerramento das urgências ter vindo depois tentar "justificar-se" sugerindo que a pessoa já estava morta quando se pediu ajuda, não havendo nada a fazer. Uma mentira descarada, uma vez que pela chamada se percebe não estar perto da vítima ninguém habilitado para comprovar se ela estaria mesmo morta. A família afirma que a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) só chegou «duas horas depois do pedido de ajuda».
O que eu sei é que estes políticos são os culpados directos do estado a que Portugal chegou - «um País miserável, abandonado, relapso e irresponsável».

Etiquetas: , ,

|

Ligações de outros sites para este texto:

Criar uma hiperligação

<< Página principal