04 fevereiro, 2008

Cortes de cabos submarinos: Sabotagem ao Irão?

Desde o dia 29 de Janeiro que vários cabos submarinos de telecomunicações têm sido cortados em locais desde a costa de França ao Golfo Pérsico, alguns no espaço de poucas horas, afectando principalmente as comunicações para regiões da Ásia e do Médio Oriente:
«Um quarto corte de um cabo submarino de telecomunicações, ligando desta vez Qatar aos Emirados Árabes Unidos, foi assinalado domingo, quando as perturbações das telecomunicações em toda a região prometem durar vários dias.

Três outros cortes do mesmo género verificaram-se desde quarta-feira em cabos submarinos de telecomunicações no Leste do mar Mediterrâneo e no Golfo, provocando perturbações importantes nos serviços Internet e nas ligações telefónicas internacionais, nos países do Golfo, no Egipto e também na Índia.»
A comunicação social sugeriu que os cortes terão sido provocados por âncoras de navios (!), mas o governo egípcio já desmentiu essa hipótese.

Curiosamente, o país mais afectado por estes cortes de comunicações é o Irão:Por coincidência (ou não), este é precisamente o período previsto para a abertura da polémica Bolsa de Petróleo do Irão, na qual se irá comercializar petróleo em várias moedas que não o dólar (maioritariamente em euros), e que fará os EUA perderem biliões de dólares. É de leitura obrigatória este artigo traduzido para português pelo Resistir.info:
A Bolsa de Petróleo do Irão ameaça o dólar

Muitos se lembrarão que o corte de cabos submarinos foram, em vários momentos da História, o prelúdio para guerras:
England's first offensive action in World War I
Operation Ivy Bells, Sea of Okhotsk, Russia, 1970s-1981

Etiquetas: , ,

|

Ligações de outros sites para este texto:

Criar uma hiperligação

<< Página principal