19 fevereiro, 2008

Solidariedade com os Sérvios do Kosovo

Em 1904 Halford Mackinder demonstrou que o conjunto dos territórios euro-asiáticos constituía o centro de gravidade geopolítico planetário. Essa realidade permanece inalterável e com os dados actuais é possível afirmar essa “eurásia” – o coração do mundo – reúne 2/3 do PIB e da população mundial. Mackinder reconheceu ainda que no “heartland” da eurásia, a Rússia desempenhava um papel central, ficando histórica a sua afirmação de que «quem controla o coração do mundo comanda a ilha do mundo [composta pela Europa, Ásia e África]; quem controla a ilha do mundo comanda o mundo».
Este conceito está na base de inúmeros conflitos que ocorreram durante todo o século XX e contribuiu para o desenvolvimento da geopolítica, tal como das diversas estratégias de poder em confronto.
Uma vez terminado o período soviético abriram-se novas oportunidades para o estabelecimento de alianças entre estados do “rimland” europeu e a Rússia. Todavia o estabelecimento dessas alianças constitui a maior ameaça que enfrenta o império norte-americano que agora manifesta um carácter voraz e hegemónico.
É importante reconhecer que esta é a questão de fundo em toda a problemática balcânica, do leste europeu e até do Médio Oriente. E é ainda importante reconhecer e denunciar os motivos que levam Washington a estimular conflitos que poderiam ter fácil solução num contexto exclusivamente europeu e agora provocam a artificial criação de mais um “estado” islâmico na Europa.
Pobres dos albaneses do Kosovo, carne para canhão do imperialismo norte-americano, que agora festejam a sua inviável independência, traindo o país que os acolheu. Os seus festejos só foram possíveis sobre o sangue vertido pelos cristãos mártires do Kosovo.
Pobres dos políticos europeus, servis à voz do dono americano, que no passado recente sujaram as suas mãos com o sangue inocente da população sérvia. Cabe-lhes a responsabilidade pelas vidas que se irão perder e pelo estabelecimento de um precedente que presidirá ao enterro da União Europeia.
O Kosovo é - e será - território sérvio!

Para ver o que a comunicação social cobardemente esconde:
www.Kosovo.net

Etiquetas: , ,

|

Ligações de outros sites para este texto:

Criar uma hiperligação

<< Página principal